Você precisa ouvir #1 – Grieves

grieves

Grieves (Reprodução: Instagram)

Nascido em 23/2/1984 em Seattle, Benjamin Laub, mais conhecido como Grieves, é sem dúvidas um dos rappers mais talentosos que já surgiram nos últimos anos.

O artista de RAP/Hip-Hop faz parte da Rhymesayers Entertainment, renomada gravadora independente de Hip-Hop situada em Minnesota, que conta também com outros excelentes nomes do gênero, como Brother Ali, Aesop Rock, Dilated Peoples, MF DOOM e a dupla Atmosphere.

Apesar de jovem, Grieves já está fazendo barulho na cena do Hip-Hop independente há um bom tempo. Sua carreira teve início no longínquo ano de 2005, quando ele lançou o EP Every Hell Has Its Springtime. Um excelente ‘debut‘, onde Grieves já mostrava a que veio.
Em 2007, Grieves lançou de forma independente o seu primeiro álbum, Irreversible. Com excelentes faixas, como Scar Gardens, Unedible, Half Empty e o próprio single Irreversible, esse álbum mostra um amadurecimento de Grieves em todos os aspectos. Letras, melodias, tudo parece mais consistente e bem construído.
No ano seguinte (2008), Grieves firmou uma parceria com o produtor, multi-instrumentista – e gênio – Budo, com quem ele lançou os seus dois próximos álbuns: 88 Keys & Counting (2010) e Together/Apart (2011) – que na minha opinião, é o melhor trabalho de Grieves e um dos melhores álbuns que já ouvi na vida.

grieves-together-apart

Together Apart (2011) (Reprodução: Rhymesayers Entertainment)

O último trabalho de Grieves é o álbum Winter and the Wolves (2014), lançado pela Rhymesayers Entertainment. O álbum possui 14 faixas igualmente excelentes e é o ótimo resultado da combinação entre pianos orgânicos e guitarras com sintetizadores pesados. Quanto às letras, como já dito pelo próprio artista, Winter and the Wolves é “uma reflexão sobre crescimento e maturidade, que também fala sobre descobrir que você está sozinho na vida, diante de inúmeros obstáculos que você tem de superar com coragem”. Irado, não? Quando puder, ouça!

Grieves é um artista extremamente versátil, que transita por todas as vertentes do RAP/Hip-Hop, sempre com o mesmo nível de excelência. Grieves não costuma seguir um ‘padrão musical’; cada música é uma experiência diferente e é isso que o torna um dos artistas mais talentosos de sua geração. Em se tratando de Grieves, nós nunca sabemos ao certo se o seu próximo som vai ser algo mais underground, com aquele beat bem old school ou algo caindo mais parar o pop. A única coisa que podemos ter certeza sobre a próxima música de Grieves é que ela vai ser excelente!

Eu o vejo como um músico completo. Grieves detém total controle sobre suas obras: composição, arranjo e produção final. Com uma facilidade absurda em criar melodias, Grieves eleva o Hip-Hop a outro nível, com o uso de instrumentos musicais que não costumamos ouvir com tanta frequência nesse gênero musical, como pianos orgânicos, trompetes, baixos e guitarras. Isso sem citar o fato de que Grieves raramente erra no uso de samples em suas músicas. É incrível como ele sempre acerta no ponto quando se trata disso. Um exemplo claro é a música Irreversible, onde Grieves sampleou de forma genial a faixa Just An Old Fashion Love Song do lendário Paul Williams.

grieves-on-studio

Grieves atua em todas as áreas na produção de suas faixas (Reprodução: Facebook)

Mas definitivamente, o que mais distingue Grieves da maioria dos outros rappers é a sua extensão vocal. Além de rimar de forma incrível, quebrando as frases de maneira não muito ortodoxa – que até lembra um pouco o seu companheiro de gravadora Brother Ali – Grieves também canta os seus próprios refrões e faz isso extremamente bem. Essa versão ao vivo de Kidding Me mostra isso que acabei de dizer.

Resumindo, Grieves é um dos artistas mais talentosos e versáteis da atualidade e merece toda a nossa atenção. Não posso afirmar que muito em breve Grieves estará estourando nas rádios e o seu trabalho será reconhecido mundialmente, já que o sucesso no mundo da música depende de diversos fatores – e muitos nem são referentes à música de fato -, mas que Grieves tem talento o bastante para que isso ocorra, é fato!

Para finalizar, eis aqui o meu ‘Top 10’ de músicas do Grieves que você DEVE ouvir. Vai por mim, você não vai se arrepender!
#1Sunny Side Of Hell
#2Bloody Poetry | Bloody Poetry (Acústico)
#3Shreds
#4Lightspeed
#5October In The Graveyard
#6Breath Of Air
#7On The Rocks
#8Irreversible
#9Prize Fighter
#10No Matter What

Acompanhe Grieves nas redes sociais!
Facebookhttps://www.facebook.com/Grievesmusic
Instagramhttps://www.instagram.com/grieves/
Twitterhttps://twitter.com/grievesmusic
Youtubehttps://www.youtube.com/playlist?list=PL28B5E858787466E1
Spotifyhttps://play.spotify.com/artist/2ActkR0xU2ZiDhWYhijydE
Websitehttp://www.grievesmusic.com/
Loja Virtualhttp://grievesmusic.myshopify.com/

E não se esqueça de deixar o seu feedback!
Diga nos comentários o que você achou do primeiro #VPO! A sua opinião é muito importante para nós!

Autor: Lucas Rodrigues

#RNGD

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s